Let me fall...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Deixa que eu pare de respirar, deixa que eu pare de sentir, deixa que eu morra… sim, deixa que eu morra, deixa-me sentir o frio da morte, pois sei que até o meu gélido corpo morto, será mais quente que a gélida e inútil da minha alma.

Sim, a inutilidade desta alma… esta alma que negligenciou o coração e o tornou apenas mais um pedaço de carne amontoada à restante, que a única função é bombear o meu sangue, apenas para que eu possa permanecer-me viva. Mas de que me vale estar viva, se por dentro estou morta? De que me vale um coração, se este bate sem sentimentos, sem emoção alguma… de que me vale este corpo, se a inútil da minha alma continua a corromper tudo o que poderia trazer novamente sentimentos a este despedaçado coração?

Então deixa que eu caía, deixa que eu rasteje, deixa que eu permaneça sem vida na escuridão, para que depois eu sinta um pouco de felicidade a correr-me pelas veias só por levantar a cabeça… e se eu a levantar corta-ma, pois nesse momento não serei merecedora de sequer um olhar teu.

2 comentários:

Phobia disse...

Escreves muito bem mesmo... nunca o deixes de fazer ^^

disse...

Meu Deus lindoooo! Sem palavras!
Adoro a forma como escreves...toca profundamente! Continua :)

Bj*

 
by TNB