A espera...

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Não receies, meu Amor… a nossa hora está para breve… já falta pouco… lembra-te daquele momento, quando o sol se punha lá ao longe e o teu olhar foi tão intenso que por momentos me esqueci que existia um mundo à nossa volta…
Espera por mim… longos foram os dias, longos foram os meses de espera, agora peço-te eu, espera por mim…
Voltarei antes que o sol se ponha, antes que a noite te cubra de silêncio e frio… voltarei e o meu abraço irá proteger-te como um escudo de calor, um escudo que te irá livrar de toda a solidão, de toda a dor que o mundo te possa causar…

Esquece o tempo, ignora todos os minutos, todos os segundos, porque o tempo é relativo, e todo o tempo é insignificante perante todo este Amor que guardo no meu peito… não te leves pelo receio de uma espera em vão… eu voltarei, meu Amor, prometo-te que voltarei, e com o tempo verás que na verdade nunca cheguei a partir, pois estive sempre junto a ti, dentro do teu coração, assim como tu estiveste e estarás sempre no meu…

2 comentários:

Hel ou a enigmática razão do ser disse...

Surpreendeu-me o teu comentário. Foi estranho o modo como a vida conduziu os nossos caminhos =| Desculpa ter-te magoado alguma x. Ás vezes lembro-me de ti. Obrigada e um abraço.

Phobia disse...

Esperar, uma das tarefas mais difíceis...
Se for pela pessoa certa, valerá a pena esperar o tempo que for preciso :)

Don't stop writing ^^

 
by TNB